COVID19

COVID-19: Ordem dos Advogados vai averiguar mortes em lares de idosos

Regional 15 Jul. 2020

A Ordem dos Advogados (OA) anunciou que decidiu averiguar o que se está a passar nos lares portugueses nesta fase da pandemia, "por forma a apurar eventuais lesões dos direitos humanos nesse âmbito".

De acordo com o comunicado da OA, esta decisão surge “perante a denúncia pública efetuada pela Ordem dos Médicos e que poderá ter havido violação das regras e normas estabelecidas pela Direção-Geral de Saúde (DGS) no caso do Lar de Reguengos de Monsaraz, e havendo a lamentar a existência de 16 vítimas mortais pela COVID-19 nesse lar” e sendo também “atribuição da Ordem dos Advogados, nos termos do art. 3º a) do seu Estatuto «defender o Estado de Direito e os direitos, liberdades e garantias dos cidadãos e colaborar na administração da justiça».

Lê-se no comunicado que o Bastonário da Ordem dos Advogados contactou o Bastonário da Ordem dos Médicos para se inteirar da situação ocorrida em Reguengos de Monsaraz, tendo em seguida solicitado à Comissão de Direitos Humanos da OA que procedesse à averiguação das situações ocorridas nos lares portugueses e da eventualidade de as mesmas justificarem a intervenção dos tribunais, para o que a Ordem colaborará nos termos das suas atribuições legais.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31