×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Mora

Covid 19: Proteção Civil de Mora delibera pedir ao Governo a classificação do Concelho como risco moderado

Regional 04 Dez. 2020

A Comissão Municipal de Proteção Civil de Mora reuniu no passado dia 3 de dezembro para avaliar a situação epidemiológica do concelho.

Após essa reunião, a Comissão Municipal de Proteção Civil de Mora emitiu uma resolução onde destacam que " Estando a ser realizada uma nova avaliação, pelo Governo, do número de casos positivos detetados nos últimos 14 dias relativamente a cada Concelho, de modo a ser reavaliado a sua classificação do grau de risco,decidiu a proteção civil reunir para tomar algumas medidas.

Nesta resolução, divulgada na página oficial de facebook,  pode ler-se que a Proteção Civil aprovou "apoiar a posição já transmitidas ao 1º Ministro, no passado dia 25 de Novembro, de rever as premissas que levaram o Concelho de Mora a ser considerado de risco muito elevado" esclarecendo que "sendo o caso do Concelho de Mora, claramente, um dos casos que se encontram na situação que o próprio Senhor Primeiro Ministro referiu “que nos territórios de baixa densidade seriam excluídos, para efeito de cálculo, os casos registados em lares de idosos por estarem devidamente identificados e confinados”;

Como foi noticiado, no Concelho de Mora, regista-se um surto no Lar de Cabeção com 21 utentes, e 2 funcionários positivos adiantando a proteção civil que "os utentes estão instalados em Évora onde estão devidamente confinados" referindo ainda que "não surgiu nenhum novo caso desde o dia 12/11".

A Comissão Municipal de Proteção Civil de Mora sublinha "tendo com base o número de casos detetados, excluído apenas os utentes do lar seria 12, o que colocaria o Concelho de Mora no grau de risco de transmissão Elevado com 249 casos/100000."

Segundo a proteção Civil, foi questionado o Sr. Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional, Dr. Jorge Seguro Sanches, sobre o sucedido, "tendo o mesmo remetido o assunto para a ARS -Alentejo. Posteriormente, fomos informados pelo Doutor José Robalo de que as pessoas cuja residência não estava identificada eram colocadas na Plataforma do SINAVE como casos na comunidade.Sabemos que todos os utentes do Lar Nossa Senhora da Purificação de Cabeção foram inseridos na referida plataforma dessa maneira, o que faz com tivessem sido contabilizados 33 casos positivos, em vez de 12."

"Mais se sublinha que desde o dia 12 de Novembro inclusive, até à presente data foram detetados apenas 4 casos na comunidade o que representa menos de 97 casos/100000", referem.

Tendo por base estes considerandos, a  Comissão Municipal Proteção Civil de Mora decidiu "solicitar a alteração do Decreto Nº 9/2020, de 21 de Novembro, onde Concelho de Mora aparece como "Um Concelho de RISCO MUITO ELEVADO" e "exigir, nesta nova avaliação, a classificação de Concelho de Mora como de RISCO MODERADO, como sabe as medidas a implementar em cada concelho, decorrentes desta situação, são substancialmente diferentes e afetam substancialmente a vida económica do Concelho."

Foi ainda aprovado "dar conhecimento desta deliberação ao 1º Ministro, Secretário de Estado Coordenador da Região do Alentejo, ao Presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil, ao Comandante Operacional Distrital da ANEPC, ao Diretor do Centro Distrital de Segurança Social, ao Presidente da Administração Regional de Saúde do Alentejo, à Diretora Executiva do Agrupamento de Centros de Saúde do Alentejo Central e à Presidente do Conselho de Administração do Hospital do Espirito Santo de Évora."

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31