Bencatel

Depois de cinco dias sem água, a população de Bencatel estranha não haver qualquer informação da Câmara (c/som)

Regional 09 Ago. 2017

Bencatel (concelho de Vila Viçosa) está sem água desde a passada sexta-feira, dia 4 de agosto (cerca de 6 dias), não tendo sido concedida nenhuma informação à população, por parte dos órgãos autárquicos, sobre a causa da falta da água, nem de quando a situação poderá ser regularizada.

A Rádio Campanário esteve na localidade alentejana, onde tentou obter explicações e informações junto das entidades responsáveis. O Presidente da Câmara Municipal de Vila Viçosa, Manuel Condenado, e o Presidente da Junta de Freguesia de Bencatel, José Augusto Rosado, negaram-se a prestar quaisquer declarações a este órgão de comunicação social.

Em declarações à Rádio Campanário, António Miguel, residente na Freguesia de Bencatel, afirmou que não tem água em sua casa “desde sexta-feira”, acrescentando que “aparece água durante a noite”.

Para precaver a situação, o residente faz a recolha deste bem essencial durante a noite, mencionando que, ainda assim, quando corre, é “gota a gota”.

Confirmando à RC que durante o dia “não há água”, e desde sexta-feira (4 de Agosto), só teve “uma noite em que houve água suficiente” a correr, e nas restantes “parecia barro”, como afirmou António Miguel.

O residente na Freguesia de Bencatel refere à RC que gostaria de ver explicado “o que é que se passa”, reconhecendo o residente na Freguesia de Bencatel, a necessidade de pedir ajuda a alguém, ou vai buscar água “onde houver”, referindo que teve que se deslocar para tomar cuidados de higiene pessoal.

António Miguel diz ainda à RC que a pouca água que corre “não dá para a alimentação”.

Joaquim Mourinha Faneca, residente na freguesia de Bencatel, declarou que “desde sexta-feira que não há água na torneira”. Vendo-se impossibilitado de realizar tarefas de limpeza e higiene diária, afirma que “não temos água […] para coisa nenhuma”, vendo-se forçado a recorrer a recipientes com água cedidos por vizinhos, para fazer a sua higiene pessoal. E isto apenas é possível porque, e apenas na parte baixa de Bencatel, há água de noite.

“Estranho muito não haver uma informação da Câmara” explicando a falta de água, ou apresentando medidas para resolver a situação, diz o bencatelense, afirmando que “não sabemos quando será reposta a água na nossa freguesia, nas nossas habitações”.

Maria do Rosário, proprietária de um estabelecimento de restauração em Bencatel, disse à RC que, para o estabelecimento comercial estar ao dispor da população, recorre a “garrafões de água”.

A proprietária do estabelecimento afirma ainda que com a maior afluência de pessoas, devido às festas de Bencatel, “foi muito complicado”, acrescentando que “não tinham água nem para lavar a loiça nem para fazer o comer”, e para além disso “foi só gastar dinheiro em garrafões de água” para manter a porta aberta.

Sem qualquer esclarecimento por parte do município, Maria do Rosário questiona a falta “de um comunicado” para informar a população, refere que “ninguém sabe explicar” porque falta água nas torneiras.

Também André Carvalhal, residente em Bencatel, prestou declarações à Rádio Campanário, dizendo que “desde sexta-feira que noto dificuldade em a água correr.”

O residente afirma ter estado “na Câmara”, onde foi informado pelos serviços que se trata de “um problema nas bombas, que iam baixar a bomba 12 metros”. Entretanto, terá sido informado de “que já tinham baixado a bomba, mas não havia outra informação”, mantendo-se a situação de falta de água e continuando o residente sem saber quando a água poderá voltar a correr nas torneiras de Bencatel.

André Carvalhal declara ainda que “nem o presidente fala com a população, nem o vice-presidente (da Junta de Freguesia), que se negou a falar comigo”.

Também o quotidiano deste residente foi naturalmente afetado, mas acrescendo à falta de água para limpezas e higiene básica, viu a sua canalização entupir, na residência que se encontrava em obras. Tendo pedido apoio à autarquia, foi-lhe negado o empréstimo do desentupidor, sob a alegação de se encontrar “avariado”.

“Atualmente, não sei quando vamos ter água”, conclui o residente de Bencatel, depois de cinco dias sem água.

 

Fotografia: estabelecimento comercial de Bencatel 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31