24 Jan. 2022
Nuno Rocha
À mesa com a RC
13:00-14:00

Estremoz

Direção-Geral do Património Cultural abre procedimento de classificação da Antiga Igreja da Misericórdia de Estremoz

Regional 11 Abr. 2018

A Direção-Geral do Património Cultural anunciou esta quarta-feira em Diário da Republica a abertura do procedimento de classificação da Antiga Igreja da Misericórdia de Estremoz, incluindo o património móvel integrado.

Esta igreja datada de 1610, já “armazém de cereais, fábrica de cortiça, teatro... No início do século XX, a antiga igreja foi dividida em dois pisos, com o superior para o Centro Republicano e o inferior para a Sociedade Recreativa Popular Estremocense, que ainda lá se mantém. Naturalmente, o interior conheceu uma grande transformação, com o apeamento do equipamento litúrgico. A própria fachada foi, também ela, muito alterada, com as janelas do coro convertidas em janelas de sacada (de onde foi proclamada a República em 1910) e o frontão triangular substituído por um outro de lanços ou bolbos. Apenas o adro se manteve fiel ao original. Já em 1966, o então proprietário, Dr. Assis e Santos promoveu obras no imóvel adaptando o andar superior a gabinetes médicos e removendo, então, os azulejos

que ainda aí se mantinham. Actualmente, a zona do hospital, com o claustro gótico-manuelino, é ocupada por particulares, e o espaço que pode, eventualmente, corresponder à casa do Despacho, serve de palco aos ensaios da banda de música da Filarmónica União Artística. Nesta sala encontram-se outros painéis com obras de misericórdia, de época bastante mais tardia e, por isso mesmo, objecto de uma ficha própria.”

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31