Montemor o Novo

Dirigentes de escola de artes em Montemor-o-Novo alegadamente desviaram milhares de euros

Dirigentes de escola de artes em Montemor-o-Novo alegadamente desviaram milhares de euros DR
Publicado em Regional 26 novembro, 2018

Segundo a informação avançada através de uma reportagem divulgada no passado dia 23 de novembro, pela TVI, um Relatório da Inspeção Geral da Educação, dá alegadamente como provado que o presidente da escola profissional Ofício das Artes, de Montemor-o-Novo, e a diretora pedagógica, Daniel Garfo e Carla Pomares, desviaram milhares de euros em benefício pessoal.

Conforme a estação de televisão publicou, a escola privada, financiada pela Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, está a ser investigada pelo Ministério Público por desvio de dinheiros. A TVI diz ainda que, por outro lado, apesar de supostamente ter conhecimento da situação, a autarquia continuará a financiar a instituição, com 25 mil euros por ano, juntamente com outros apoios especiais.

O trabalho de investigação desenvolvido por Cláudia Rosenbusch e Ana Leal, revela ainda que “o documento arrasa os dois responsáveis pela escola e confirma levantamentos em dinheiro sem justificação, pagamentos por deslocações inventadas, desvios de verbas para suportar as contas de eletricidade da casa do presidente, o pagamento de quase cinco mil euros à mulher de Daniel Garfo por serviços que nunca prestou, despesas com supermercado durante férias escolares e muitos gastos em refeições”.

O documento concluirá mesmo que os dois responsáveis revelam “falta de idoneidade”, porém, dez meses após o mesmo os visados continuam em funções e mesmo após estas conclusões, o Ministério da Educação terá confirmado a nomeação de Carla Pomares como diretora da Ofício das Artes.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31