Documentário retrata "resistência" artística do grupo Os Vocalistas durante pandemia

Documentário retrata "resistência" artística do grupo Os Vocalistas durante pandemia Foto: Sapo Mag
Regional Escrito por  09 Ago. 2022

“Bissexto” é o título do documentário, realizado por Luís Godinho e disponibilizado hoje na Internet, que retrata a “resistência” do grupo de cante alentejano Os Vocalistas durante a pandemia, apesar da atividade artística reduzida a zero.

 

O filme, com 31 minutos, é uma coprodução da ALD Produções e Setespinhas e acompanha os Vocalistas, “um dos mais populares grupos de cante alentejano”, formado por Bernardo Emídio, José Emídio e Ruben Lameira.

Rodado em plena pandemia de covid-19, durante várias semanas de 2020, o documentário é centrado num período em que “a atividade artística [da formação] esteve reduzida a zero”, explicaram as produtoras, em comunicado enviado à agência Lusa.

Sem concertos, Os Vocalistas responderam à falta de trabalho pago com um projeto de recolha de músicas do cancioneiro tradicional da região.

Da Vidigueira a Pias, da Cuba à aldeia do Rosário ou a Castro Verde, ‘Bissexto’ segue Bernardo Emídio, José Emídio e Ruben Lameira ao encontro de velhos cantadores, numa tentativa de ‘fintarem’ a crise que bateu forte no setor da cultura, ensaiarem novas modas e, sobretudo, fazerem o que melhor sabem: cantar”, resumiram as produtoras.

Segundo o realizador, Luís Godinho, este trabalho “documenta uma afirmação de resistência perante a pandemia e o silêncio” e demonstra “a obstinação destes três músicos, que se recusaram a cruzar os braços no momento mais difícil das suas carreiras”.

Neste “tempo de paragem em que o documentário foi gravado”, os músicos procuraram “novas fontes de inspiração” e foram “ao encontro de velhos amigos com quem partilham essa imensa aventura que é o cante alentejano”.

Foi um tempo terrível em que todos os dias eram cancelados espetáculos e em que nos vimos numa situação muito difícil, com todo o nosso trabalho desmarcado”, lembrou o músico José Emídio, citado no comunicado.

Ao longo de 2020, quando o documentário foi filmado, Os Vocalistas publicaram todos os dias, na Internet, uma moda de cante alentejano.

É uma peça única, pois, nunca ninguém tinha feito um cancioneiro digital. Como o ano teve 366 dias, chamámos-lhe 'Bissexto de Modas'. Daí o nome do filme”, sublinhou José Emídio, lamentando que os grupos de cante alentejano continuem a passar por “muitas dificuldades”, já que “ainda não houve uma retoma completa” dos concertos.

Antes, assinou, os documentários “Chainho”, sobre os 50 anos de carreira do guitarrista António Chainho, e “Marfim”, uma viagem pelo património arquitetónico e cultural da cidade de Évora, conduzida pelo músico António Bexiga.

“Bissexto” conta com a participação especial do Grupo Coral e Etnográfico “Os Camponeses de Pias”, do Grupo Coral Feminino “As Andorinhas do Rosário” e do Grupo Coral “Os Ganhões”, de Castro Verde.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31