21 outubro, 2019
Augusta Serrano
Ecos da Planura
09:00-11:00

Evora

“É com serenidade que a Universidade de Évora encara o relatório” do Tribunal de Contas, diz Reitora

Publicado em Regional 21 setembro, 2018

Após a divulgação do relatório de auditoria do Tribunal de Contas (TdC), com parecer “desfavorável” e que incidiu sobre a gestão da Universidade de Évora (UE) e duas entidades por ela constituídas, no ano de 2012, a Reitora da Universidade de Évora, Ana Costa Freitas, através de comunicado enviado à Campanário, veio esclarecer que “até à atualidade já muitas das recomendações indicadas pelo TdC estão implementadas, outras em vias de implementação total, havendo ainda conclusões com as quais esta Universidade não concorda”.

Nesse mesmo comunicado, a reitora acrescenta que “é com serenidade que a UE encara o relatório (…) cuja análise não poderá ser alheia ao contexto económico-financeiro dos últimos anos”.

Além disso, Ana Costa Freitas acrescenta que nesse mesmo relatório, divulgado na passada quinta-feira, 20 de setembro, “são emitidas conclusões sobre a degradação da situação financeira da universidade e o aumento de despesas com pessoal, sem qualquer enquadramento no contexto nacional”, como por exemplo “no que concerne o défice de financiamento do Estado ao Ensino Superior ou o aumento imposto por medidas legislativas em matéria de eliminação (justa) dos cortes salariais que vigoraram durante anos e de descongelamento (justo) de salários, entre outros, sem o correspondente acréscimo de transferência por parte do Estado”.

Por fim, a Reitora da Universidade de Évora volta a criticar “o orçamento distribuído às Instituições de Ensino Superior Públicas”, que considera “manifestamente insuficiente”, exigindo “os 3,8 milhões em falta”, necessários para “pagar as progressões” e para “tornar permanentes os vínculos precários”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31