Beja

Enfermeiros em greve manifestaram-se em frente ao Hospital de Beja

Regional 13 Jun. 2018

Esta terça-feira, dia 12 de junho, 15 enfermeiros da área de intervenção da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), estiveram em greve e concentraram-se na entrada principal do Hospital de Beja durante 2 horas, exigindo a contratação de mais enfermeiros, o pagamento de horas e a progressão nas carreiras.

Numa greve e manifestação convocada pela Direção Regional do Alentejo do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, os profissionais de saúde contestam a falta de enfermeiros nas unidades de saúde da ULSBA e a consequente sobrecarga de trabalho dos existentes, colocando inclusive em causa, a qualidade dos serviços prestados.

A esta situação ade a redução do horário semanal dos enfermeiros em funções públicas de 40 para 35 horas, prevista para o próximo dia 1 de julho, sem que se tenha verificado a contratação de mais profissionais nas 14 unidades de saúde (o Hospital de Beja e 13 centros de saúde do distrito de Beja com exceção do de Odemira) geridas pela ULSBA.

À comunicação social, o sindicato acrescentou ainda que existem turnos em que as horas de trabalho extraordinário devidas pela ULSBA aos enfermeiros estão a acumular.

Mais reivindicam o facto de, no que concerne aos turnos noturnos, a ULSBA pagar trabalho noturno aos enfermeiros a contrato individual a partir das 22h, quando os enfermeiros em funções públicas, são pagos a partir das 20h.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31