Alentejo

Escola de Borba sem aulas devido à greve dos funcionários (c/som)

Publicado em Regional 04 maio, 2018

O agrupamento de Escolas de Borba não lecionou esta sexta-feira (4 de maio) devido à greve dos trabalhadores não docentes, informou Mariana Recto, do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas.

Em Vila Viçosa, “como é habitual teve muito pouca adesão” indicou a sindicalista, acrescentando que aderiram à greve “dois ou três assistentes operacionais”, estando a escola a “funcionar normalmente”.

Situação semelhante verificou-se no agrupamento de escolas de Alandroal, que está a lecionar, e Redondo teve a adesão de “sete trabalhadores em greve”, acusando a direção do agrupamento de escolas do município redondense de abrir o portão “furando a grave do trabalhador que estava na portaria”.

Segundo a dirigente sindicalista, “Montemor-o-Novo, Viana do Alentejo, Mora, Borba, Vendas Novas, Reguengos de Monsaraz e Mourão estão sem aulas” devido à falta dos trabalhadores não docentes, e em Évora das cinco escolas “está a funcionar unicamente a escola de Santa Clara”.

Mariana Recto diz ainda que a percentagem de adesão à greve no distrito de Évora ronda os 90% de adesão.

A Rádio Campanário contactou as escolas de Vila Viçosa, Borba, Estremoz e Alandroal mas não foi possível obter qualquer esclarecimento.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31