Evora

Escolas encerradas em Évora devido a rotura em conduta de água

Regional 09 Out. 2019

A falta de água tem sido uma das condicionantes na ordem do dia um pouco por toda a região Alentejo.

Durante a madrugada da passada segunda feira (7 de outubro) o Bairro do Bacelo, em Évora ficou sem abastecimento de água, devido a uma rotura numa das condutas.

No entanto, durante o dia de segunda feira a Escola JIN1 Galopim de Carvalho, que conta com cerca de 250 alunos, e a EB 2,3 Conde Vilalva, que conta com cerca de 600 alunos, ficaram a saber que poderiam ter de encerrar devido à falta de água.

Na escola JIB1 Galopim de Carvalho, as dificuldades inerentes, foram ultrapassadas com recurso a um autotanque dos Bombeiros, mas a Escola EB 2,3 Conde de Vilalva nem sequer abriu as portas, devido a falta de água.

As situações mantêm-se até hoje, forçando também os pais dos alunos da JIB1 Galopim de Carvalho a recolherem os seus filhos na escola, pois o que ficara solucionado temporariamente com a cisterna dos Bombeiros, já não é viável.

O Município de Évora, através de comunicado, explica que “procedeu ao corte do fornecimento de água água aos bairros do Granito, Soeira e Bacelo, uma vez que se verificou uma nova rotura na rede geral de distribuição de água, mas que o fornecimento de água voltará a normalizar hoje”.  

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30