Alqueva

“Estamos mais ou menos a meio da mudança” que o Alqueva trará ao Alentejo, ainda “longe do cenário definitivo” diz pres. da EDIA (c/som)

Regional 15 Jan. 2019

Desde a construção da Barragem do Alqueva em 2004, que a área de regadio abrangida pelo empreendimento tem vindo a crescer, encontrando-se nos 120 mil hectares, com 50 mil hectares em desenvolvimento.

José Pedro Salema, presidente da EDIA (Empresa Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva) afirma que “estamos mais ou menos a meio da mudança” que o empreendimento vai imprimir na região Alentejo.

“Já percebemos que […] vamos ter um Alentejo muito mais produtivo”

 

O panorama atual já permite perceber que, com a progressiva expansão da área do regadio, “vamos ter um Alentejo muito mais produtivo, com muito mais emprego e riqueza a ser criada”, aponta.

O dirigente destaca ainda que a par do desenvolvimento da agricultura, ocorrerá o desenvolvimento da agroindústria, “com ainda mais emprego, mais criação de valor”.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Fevereiro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29