Evora

Évora lidera projeto para tornar a cidade autossustentável e amiga do ambiente

Publicado em Regional 16 setembro, 2019

A cidade de Évora, através da Câmara Municipal, irá liderar o projeto POCITYF (Positive Energy CITY Transformation Framework), na qualidade de cidade-lanterna, depois da Comissão Europeia ter dado “luz verde” a esta candidatura. O projeto POCITYF assenta em soluções SmartCity já testadas e validadas, às quais se acrescenta uma componente de inovação para o Centro Histórico, Horta das Figueiras/Zona industrial e Valverde.

A candidatura foi desenvolvida por um grupo alargado de trabalho, do qual fazem parte para além do município de Évora, a EDP, parceiros da área tecnológica sediados em Évora (Universidade de Évora, PACT, DECSIS), restante território Nacional (FCT-Universidade Nova, INESC-PORTO, UBIWHERE, SONAE) e parceiros internacionais (de Itália: Schneider Electric SPA; TEGOLA CANADESE SPA., de Espanha: ONYXSOLAR, e da Alemanha: AMPS Power GmbH).

Évora entrou no projeto POCITYF na qualidade de cidade- lanterna (cidade para as quais serão desenvolvidas, implementadas e monitorizadas as soluções do projeto), a par da cidade Holandesa de ALKMAAR, ao qual se juntaram as seguintes cidades seguidoras - que replicarão as soluções das cidades lanterna: Granada (Espanha), Bari (Ιtália), Celje (Eslovénia), Ujpest (Hungria), Ioannina (Grécia) e Hvidovre (Dinamarca).

A estratégia do projeto POCITYF foi desenvolvida em quatro Linhas de Transição Energética (LTE) de atuação complementares e multidisciplinares, com a integração de sistemas energéticos comercializados e inovadores, para tornar a cidade mais autossustentável e amiga do ambiente.

O projeto POCITYF tem a duração de 60 meses e um investimento total de 22,5M€ (destinado na sua maioria às duas cidades lanterna, Évora e Alkmaar). Évora irá beneficiar de um investimento de 9,8M€ (total dos parceiros que trabalharão para Évora), do qual 8,1M€ será financiamento entregue pela CE.

O Município de Évora irá receber da CE uma verba de 1,15M€, da qual se destina: 488m€ à subcontratação para a instalação de equipamentos a fornecer pelos parceiros; 414m€ a custos diretos com pessoal; 251m€ a outros custos indiretos e diretos.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31