Alandroal

"Façam concertos, ao ar livre e assim que possível outros, porque as pessoas estão à nossa espera", diz Vitorino

Entrevistas 12 Jul. 2020

Vitorino, artista alentejano bem conhecido do público em geral, foi um dos convidados do espetáculo musical com o “Quinteto Jazz de Lisboa” realizado ontem à noite, no âmbito da iniciativa  “Alandroal ConVida – Cultura em Casa e ao Luar” , 

Vitorino, quando questionado sobre como vive um artista sem público e sem palco, respondeu " que sofre e vive horrivelmente."

Relativamente ao fato de a cultura estar a ser retomada, ainda que através de um semi-desconfinamento,, disse à nossa reportagem que "enquanto artista não me quero queixar porque há quem esteja bem pior" no entanto considera que "os agentes culturais são o parente pobre". Adianta ainda que " a percentagem de gente que está abandonada pelo poder central é muito, muito grande e eu estou preocupado."

Na sua opinião, por forma a minimizar o mau estar existente entre os artistas, lamenta que " várias leis que foram emitidas não estejam a funcionar porque existia a possibilidade de os concertos perdidos serem pagos a 50%, o que não veio a acontecer".

Termina deixando o pedido de que se " façam concertos, ao ar livre e assim que possível, outros porque as pessoas estão à nossa espera e nós acalentamos muito as pessoas."

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31