Falta de funcionários em escolas de Évora pode gerar “problemas de segurança sérios”, diz Carlos Pinto de Sá (c/som)

Publicado em Regional 01 fevereiro, 2019

Questionado sobre o funcionamento da Escoa Secundária André de Gouveia, sendo responsabilidade do Ministério da Educação, o Presidente da Câmara de Évora diz desconhecer “exatamente o que é que se passa lá dentro”, mas “sei que tem falta de assistentes operacionais”, porque “nas outras escolas, faltam 33 assistentes operacionais” e “enquanto este problema não for resolvido, temos problemas graves nas escolas de Évora”.

 Em especial, nesta situação, Carlos Pinto de Sá diz que “podemos ter problemas de segurança sérios, problemas de funcionamento sérios, se não forem tomadas medidas para que sejam contratados os 33 funcionários que são imprescindíveis ao funcionamento mínimo destas escolas”.

Da sua parte, refere que “desde há quatro anos a esta parte que andamos a fazer negociações com o governo sobre esta matéria”, mas “até ao momento a resposta tem sido zero”, tendo havido apenas “uma ligeira melhoria relativamente aos rácios”, diz o autarca.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31