Alentejo

Fencaça inicia projeto de recuperação do coelho bravo e da lebre, no Alentejo

Publicado em Regional 06 outubro, 2017

A Fencaça (Federação Portuguesa de Caça), irá iniciar um projeto de recuperação do Coelho Bravo e da Lebre, procedendo às primeiras colheitas de órgãos destas espécies, na zona de caça Evoramonte-Estremoz.

As amostras serão analisadas pelo INIAV (Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária), visando “arranjar uma solução para a Doença Hemorrágica Viral - DHV”, segundo comunicado da Fencaça. A doença afeta as populações de coelhos bravos e de lebres, tendo vindo a ser responsável pela sua “redução drástica”.

As espécies, avança a Federação, para além de terem um papel importante na atividade cinegética, contribuem para o “equilíbrio do ecossistema mediterrânio”.

Como noticiado anteriormente pela Rádio Campanário, trata-se de “uma doença de caráter viral”, à qual a lebre tem “alguma sensibilidade” e que “tem efeitos muito mais devastadores no coelho”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30