Imprimir esta página

Reguengos de Monsaraz

Festival Andanças: “Não há limite de idade para ir a festivais, o importante é a pessoa querer e gostar” dizem José Freitas e Benedita Isabel(c/som)

Regional Escrito por  19 Ago. 2022

 

Tal como a Rádio campanário noticou o festival Andanças começou ontem, na aldeia de Campinho, concelho de Reguengos de Monsaraz.

Um evento onde a aposta forte é a dança, a Associação Cultural PédeXumbo garante na edição deste ano mais de 120 atividades.

Pela primeira vez neste concelho, as ruas de Campinho estavam ontem repletas de festivaleiros que não querem perder pitada do Festival. Oriundos de vários países, foram muitos os jovens que encontrámos pelas Ruas de Campinho.

Mas quem pensa que os Festivais estão apenas direcionados para as camadas mais jovens, desengane-se! É que na realidade é tudo uma questão de querer e gostar.

A Rádio Campanário esteve ontem presente no arranque deste festival e encontrou em Campinho, José Freitas, de 68 anos de idade, acompanhado da sua esposa Benedita Isabel, com quem estivemos à conversa para perceber o que os motivou a virem a este festival.

Natural de Torres Vedras, José Freitas começou por nos referir que “o desafio lhe foi proposto pela mulher que o desafiou a virem ao Festival” entusiasmando-o com “ isto é uma coisa gira, com muitas atividades.”

Na decisão de aceitar o desafio proposto pesou igualmente o facto do mesmo se realizar no Alentejo e isso, refere “só por si já é um chamariz.”

José Freitas gosta de dança mas afirma que “ainda tenho muito que aprender.”

Benedita Isabel conta-nos “já tinha ouvido falar no festival e gostava de experimentar e de conviver com outras pessoas e perceber como isto é.”

Se a idade cria algum constrangimento na sua participação em Festivais deste género, responde prontamente que não pois “não há limite de idade para se fazer o que quer que seja, o importante é a pessoa querer e gostar.”

Neste dias e pelo Festival Andanças pretende aperfeiçoar-se, juntamente com o seu par, a dançar o tango.