Estremoz

Formação sobre "Técnicas de produção de bonecos de Estremoz" supera expetativas

Regional 19 Nov. 2019

Decorrida que está mais de metade da Formação sobre “Técnicas de Produção de Bonecos de Estremoz”, o balanço efetuado até ao momento não poderia ser melhor. O Palácio dos Marqueses da Praia e Monforte tem sido, desde setembro, a “Escola” por excelência da aprendizagem e criação do único figurado do mundo que é Património Cultural Imaterial da Humanidade.

Os 16 formandos têm desenvolvido um rigoroso programa desenvolvido pelos formadores Hugo Guerreiro, Isabel Borda de Água, Luís Parente e Jorge da Conceição, que ambicionam conseguir transmitir-lhes toda a informação de que dispõem sobre a história dos Bonecos de Estremoz, as suas características específicas e diferenciadoras de outros géneros de figurado e evidenciar, essencialmente, as cerca de 90 figuras tradicionais que compõem o seu núcleo base. Os objetivos são claros, precisos e foram delineados com o intuito de dar aos formandos as ferramentas necessárias para conseguirem, no futuro, desenvolver a atividade de barristas com o maior conhecimento possível sobre as técnicas de construção do figurado de Estremoz distinguido pela UNESCO.

De acordo com os formadores o grupo de 16 formandos tem, de certa forma, surpreendido pela capacidade de trabalho, pela qualidade e pela motivação demonstrada, o que tem também facilitado o próprio processo de ensino e aprendizagem. Esta é uma formação de 150 horas eminentemente prática que resulta de uma parceria entre o Município de Estremoz e o CEARTE – Centro de Formação Profissional para o Artesanato e Património e que decorre em horário pós-laboral todas as quintas, sextas e sábados até ao mês de dezembro.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31