Alentejo

Fumo e cheiro a queimado no Alentejo vem dos incêndios de Castelo Branco

Regional 21 Jul. 2019

O cheiro a queimado e a 'névoa' de fumo que cobre os céus do Alentejo, neste domingo 21 de julho, tem origem nos incêndios que lavram no distrito de Castelo Branco.

As zonas mais afetadas pelo intenso cheiro a queimado e pelo fumo são o distrito de Portalegre e a zona mais a Norte do Distrito de Èvora.

Os violentos incêndios de Vila de  Rei e da Sertã  (que contam com frentes de fogo de 25 km) estão a provocar intensas colunas de fumo, que através da ação dos ventos fortes que se fazem sentir durante o fim de semana, deslocam-se para sul, cobrindo os céus do Alentejo de fumo, e em alguns casos deixando um intenso cheiro a queimado.

ANEPC apela a todas as populações para se manterem alerta e informarem de imediato as autoridades competentes (através dos números 112 e 117) em caso de incêndio.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31