Beja

Gigante japonesa Fujitsu quer abrir centro de segurança informática em Beja

Regional 05 Jun. 2019

A gigante japonesa Fujitsu, companhia de tecnologias de informação e comunicação, quer abrir um centro de cibersegurança em Beja, num trabalho em colaboração com o Instituto Politécnico de Beja (IPBeja).

A informação foi avançada pelo líder de cibersegurança da Fujitsu Portugal, Pedro Samuel Pires, citado pelo dn_insider, que garante a intenção da empresa japonesa em “criar competências muito específicas na área forense, na área de investigação e também na parte de hunting, não só de defesa, mas também de contra-ataque em termos de cibersegurança”.

Segundo o responsável, todos os passos que a empresa está a dar é no sentido de criar um centro de competências em Beja e “neste momento não vemos razão nenhuma para que não seja uma realidade”.

Nesse sentido a Fujitsu e o IPBeja já assinaram um protocolo de cooperação, e segundo o responsável pela cibersegurança da empresa japonesa em Portugal o trabalho feito pelo Politécnico na área da segurança informática ajudou a captar o interesse da gigante japonesa.

No que respeita ao valor de investimento, número de pessoas contratadas e data de arranque do centro, a Fujitsu não tem ainda quaisquer informações para partilhar, pode ler-se na publicação.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Fevereiro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29