Imprimir esta página

Avis

GNR de Avis despejada. Proprietário cansou-se de esperar por um novo quartel

Publicado em Regional 30 maio, 2019

A GNR foi despejada do posto do município de Avis pelo proprietário que estava cansado de esperar que o Governo construísse o prometido novo quartel.

Segundo o presidente da autarquia Nuno Silva, citado pela TSF, que explica que teve que se apressar para encontrar um novo edifício para ceder ao Ministério da Administração Interna , para que o concelho não ficasse sem GNR.

De acordo com as declarações de Nuno Silva o proprietário do degradado posto confrontou a GNR com duas hipóteses: ou comprava o imóvel ou deixava-o. No entanto a escolha foi deixá-lo, justificando que o imóvel não tinha as mínimas condições.

Quanto ao novo posto, dois anos depois, as obras ainda não arrancaram, embora o município já tenha cedido o espaço para o futuro quartel.

Passados dois anos os militares da GNR foram agora convidados pelo proprietário, cansado de esperar, a abandonar umas instalações degradadas e sem condições, passando para outras instalações provisórias que também não são boas mas que foram aquilo que o município conseguiu arranjar rapidamente, explica o autarca.