Alentejo

Governo avança com estudo de viabilidade do projeto «Alqueva do Ribatejo»

Publicado em Regional 21 abril, 2019

O Governo vai avançar com estudos de viabilidade técnica e financeira do Projeto Tejo, também conhecido como "Alqueva do Ribatejo", um ano depois de este ter sido apresentado.

Segundo avançou à comunicação social Luís Capoulas Santos, Ministro da Agricultura, o concurso para o estudo será lançado até ao próximo dia 15 de maio, para avaliação da viabilidade deste projeto que pretende aproveitar a água do Tejo para resolver os problemas de água do Oeste, Ribatejo e Setúbal.

O «Projeto Tejo – Aproveitamento Hidráulico de Fins Múltiplos do Tejo e Oeste», envolve um investimento estimado em 4,5 milhões de euros, e pretende-se associado à rega de uma vasta área do território nacional, à sua drenagem, ao controlo das cheias e ainda ao controlo da cunha salina que sobe sobre o rio Tejo acima nos períodos mais secos, o projeto aponta para a navegabilidade do rio Tejo, com as vantagens daí decorrentes, nomeadamente ao nível do turismo, do lazer, da pesca, da aquacultura e do transporte fluvial, entre outros.

O projeto pretende equipar com um sistema de rega em pressão e distribuição a pedido, uma área que poderá ir até aos 300.000 hectares, dos quais 260.000 hectares, no Vale do Tejo, e 40.000 hectares na região Oeste, integrando e modernizando, caso os mesmos o pretendam, os regadios coletivos já existentes, nomeadamente, Sorraia, Lezíria Grande, Carril, Alvega, Cela, Alvorninha, Sobrena, Óbidos e Liz. Além disso, está prevista também a construção de novas barragens, nos rios Ocreza (Alvito), Ponsul e outros, e de açudes no Tejo.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31