Imprimir esta página

Odemira

Governo decide manter cerca sanitária em duas freguesias de Odemira

Regional 06 maio 2021

Há, contudo, alterações com "a possibilidade de haver condições específicas de acesso ao trabalho e para casos excecionais e de urgência que necessitem de entrar no concelho".

Acerca sanitária aplicada nas freguesias de São Teotónio e Longueira-Almograve, em Odemira, devido à incidência de Covid-19, vai manter-se, mas com "condições específicas de acesso ao trabalho" a partir de segunda-feira, anunciou esta quinta-feira o Governo.

Numa conferência de imprensa após uma reunião do Conselho de Ministros, em Lisboa, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, referiu que as duas freguesias permanecem na primeira fase do atual processo de desconfinamento no continente português, relativa a 15 de março.

"O Governo decidiu manter a cerca sanitária, considerando, no entanto, e ao contrário do que acontecia até aqui, a possibilidade de haver condições específicas de acesso ao trabalho, definidas pela senhora ministra da Saúde e pelo senhor ministro da Administração Interna, e para casos excecionais e de urgência que necessitem de entrar naquele concelho", afirmou.

Sem especificar as condições em causa, a ministra referiu que se aplicam a partir de segunda-feira, depois de o concelho de Odemira, no distrito de Beja, ter baixado o nível de incidência de Covid-19.

"A verdade é que o concelho de Odemira, que já ultrapassou incidências de 1.000 [casos] por 100.000 habitantes, tem hoje pouco mais de 240 por 100.000 habitantes", indicou.

O fim da cerca sanitária, definida na semana passada, foi reivindicado já pelo município, que na quarta-feira formalizou esse pedido ao primeiro-ministro, António Costa.

 

Fonte:TSF