Imprimir esta página

Homem de 43 anos que fazia manutenção na via é a vítima mortal do acidente com o carro onde seguia ministro

Regional 18 Jun. 2021

Tal como a Rádio Campanário noticiou,  o ministro Eduardo Cabrita regressava de uma deslocação oficial a Portalegre para presidir à Cerimónia de Juramento da Bandeira de Guardas da GNR quando, na A6, ao Km 77, entre estremoz e Évora, a viatura em que seguia atropelou  uma pessoa.

A vítima mortal deste atropelamento é um trabalhador, de 43 anos, que fazia a manutenção da via, revelaram as autoridades.

Tal como a Rádio Capanáário já noticiou, o alerta foi dado ás 13h14 e para o local foram mobilizados 27 operacionais apoiados por 12 veículos. Segundo nos indicou o CDOS no local estiveram os Bombeiros Voluntários, o Inem. a GNR e a Brisa. A mesma fonte indicou-nos ainda que a vítima mortal foi socorrida ainda no local, no entanto não resistiu aos ferimentos e acabou por falecer no local.

Segundo a GNR, as circunstâncias em torno do acidente vão ser averiguadas pelo Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação (NICAV) do Destacamento de Trânsito de Évora, conforme avança a TVI 24.

De acordo com a mesma fonte, o corpo já foi transportado para o gabinete médico-legal de Évora”, segundo explicou fonte do Comando Territorial de Évora da GNR .

Em comunicado, o Ministro Eduardo Cabrita "lamenta profundamente o sucedido e apresenta sentidas condolências à família enlutada".