Evora

Hospital de Évora com inovador equipamento de Ressonância Magnética, o 1º em Portugal!

Regional Escrito por  Nota de imprensa 26 Set. 2022

O Hospital do Espírito Santo de Évora EPE dispõe de um novo e inovador equipamento de Ressonância Magnética

Este equipamento é o primeiro a ser instalado em Portugal e as suas características proporcionam maior conforto ao utente.

O Serviço de Imagiologia do Hospital de Évora dispõe de um novo equipamento de ressonância magnética, que proporciona maior conforto ao utente, uma qualidade de imagem superior às anteriores e uma maior capacidade de resposta, sendo o primeiro a ser instalado em Portugal. 

O novo equipamento dispõe de tecnologia topo de gama da GE Healthcare e tem potencial para gerar imagens de maior qualidade, melhorando o diagnóstico dos utentes que passam agora a ter acesso a técnicas mais avançadas. Garante também uma maior comodidade graças à considerável redução do ruído provocado pela ressonância magnética, ao aumento do diâmetro de abertura do equipamento (70 cm) e à redução dos tempos de realização dos exames. Para os profissionais de saúde, representa uma mais valia pois facilita não só a realização do exame, pelo maior conforto do doente, como também o diagnóstico, pela maior qualidade de imagem.

Isabel Pita, Diretora Clínica do Hospital do Espírito Santo de Évora EPE, realça que "um dos objetivos deste Conselho de Administração era adquirir este equipamento de tecnologia avançada, por isso é com orgulho que o damos por atingido. O Hospital de Évora é o primeiro do país a instalar este equipamento que proporciona uma melhor prestação de cuidados de saúde à população neste tipo de exames e permite também um aumento significativo do número de exames realizados pela equipa de profissionais de saúde." E acrescenta que "esperamos também que esta nova tecnologia atraia mais profissionais desta área para o HESE".

Rui Costa, diretor-geral da GE Healthcare Portugal, afirma que “este é um equipamento caracterizado pela inovação tecnológica, desenvolvido com foco nos utentes e nos profissionais de saúde, aumentando a produtividade e o conforto dos mesmos, bem como a precisão do diagnóstico. O aumento das valências, melhor fluxo de pacientes e maior disponibilidade de diagnóstico por imagem na região do Alentejo traz uma redução muito significativa do custo para este hospital do SNS. Estou certo de que os utentes vão valorizar os benefícios desta tecnologia!”.

Em Portugal, são realizados, todos os dias, cerca de 4000 exames recorrendo à técnica de ressonância magnética, estimando-se que 1% da população não seja capaz de realizar este exame devido ao sentimento de ansiedade e claustrofobia2. A tecnologia do equipamento, permite não só aumentar a precisão no diagnóstico, mas também dar resposta a este tipo de pacientes graças à maior rapidez na aquisição e ao aumento de conforto.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31