08 Dez. 2019
Augusta Serrano;
Fadistices
20:00-21:00

Evora

Inauguradas duas exposições na Galeria do INATEL “Arquitetura do Vazio” e “Colagem de fotos da vida de mulheres com 31 anos”

Regional 07 Jun. 2019

Foram inauguradas na Galeria do INATEL, no Palácio do Barrocal, duas exposições:

- “Arquitetura do Vazio” com trabalhos de Rob Monaghan, um irlandês que veio a Portugal para estudar o impacto ambiental na paisagem pelas indústrias de pedreiras de mármore na região de Estremoz. Os trabalhos expostos resultaram precisamente do impacto que as paisagens alteradas e a lenta recuperação da natureza causaram na personalidade criativa do artista. A exposição integra, com especial destaque, um vídeo da bailarina Phyllis Akinyi da Dinamarca, dançando num lago da pedreira. Miguel Noya, da Venezuela, compôs a paisagem sonora para este vídeo, definindo um tom sensorial para a exposição.

- “Colagem de fotos da vida de mulheres com 31 anos” integra trabalhos da austríaca Katharina Fröschl-Roßboth, que aos 31 anos de idade decidiu refletir sobre a sua vida e no seu papel de mulher e potencial mãe na sociedade. Decidiu então conhecer sete mulheres de 31 anos de vários países para obter uma visão mais clara acerca das suas situações de vida. As imagens dessas mulheres, que formaram um mapa de uma geração, são baseadas nas suas histórias pessoais e muito confidenciais, mas também são autorretratos.

No âmbito da inauguração decorreu um espetáculo/performance de dança com flamenco de Nyar Kakan com Stefan Jarl: “I Contain Multitudes”, um espetáculo em que o flamenco é combinado com mistérios da África Oriental, rituais ancestrais e paisagens sonoras eletrónicas escandinavas.

As exposições têm o selo de organização da Fundação Obras em conjunto com a Câmara Municipal de Évora e o INATEL. Na inauguração esteve presente o Vereador da Cultura Eduardo Luciano que teve oportunidade de agradecer à Fundação Obras e também aos artistas, salientando a importância da cooperação institucional entre as entidades envolvidas, que neste evento se estendeu ao plano internacional, demostrando a universalidade da arte. Segundo referiu o autarca, este é o caminho certo para consolidar a afirmação de Évora como cidade de cultura, que desta forma vai cada vez mais justificando o sucesso potencial da candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027.

As exposições ficarão patentes até ao dia 12 de agosto, podendo ser visitadas entre as 13h30 e as 18h30 de terça a domingo.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31