24 abril, 2019
Augusta Serrano
Notícias
17:00-19:30

Evora

INEM afasta o conhecido médico António Peças por alegadamente se ter recusado a transportar doentes.

INEM afasta o conhecido médico António Peças por alegadamente se ter recusado a transportar doentes. Observador
Publicado em Regional 07 janeiro, 2019

 

INEM afastou o médico depois de vários casos em que recusou transportar doentes de helicóptero.

No jornal o Observador pode ler-se:”A gravidade do quadro clínico e a necessidade de uma intervenção rápida levam o CODU a accionar o helicóptero do INEM estacionado em Évora como meio de transporte, mas isso acabaria por não acontecer, apesar de estarem garantidas todas as condições para o voo, segundo o comandante do aparelho. Quase uma hora depois, o doente seria transportado de ambulância para Lisboa. Porquê? Porque o médico de serviço ao helicóptero alegou que estava com uma gastroenterite e sentia-se tão mal que pediu para não fazer o trabalho. O problema é que, à mesma hora, estaria numa tourada na arena de Évora — e foi notícia por ter socorrido o diretor da corrida.

A denúncia é feita numa carta anónima, assinada apenas por “um grupo de médicos do Hospital de Évora preocupados” e enviada ao INEM, ao Ministério da Saúde, ao Hospital de Évora e à Ordem dos Médicos há quase um ano. O INEM abriu um inquérito e decidiu cessar o contrato de prestação de serviços com o clínico. Ao Observador, o médico em questão nega todas as acusações. Admite que passou na arena de Évora, mas de forma muito rápida e não como médico da corrida. E garante que nunca lhe foi feito qualquer pedido de transporte”

A Rádio Campanário tentou contactar António Peças com os contatos disponíveis mas até ao momento não foi possível.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Abril 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30