20 setembro, 2018
Augusta Serrano;
Fadistices
20:00-21:00

Evora

Investigador eborense descobre nova espécie de sapo em Angola

Publicado em Regional 16 agosto, 2018

O investigador Luís Ceríaco, natural de Évora, descobriu uma nova espécie de sapo, na Serra da Neve (monte-ilha), na província angolana de Namibe, no âmbito de uma expedição.

A espécie apresenta uma particularidade intrigante para a equipa de investigadores e toda a comunidade, o facto de não ter ouvidos, que os leva a questionar sobre os chamamentos de acasalamento. Com cor castanha acobreada e apenas 31 milímetros, este sapo vive debaixo das pedras e da camada de folhas, no solo húmido, desta serra que, com 2489 metros de altitude, é o pico mais alto de Angola.

O nome científico atribuído, Pyntonophrynus pachnodes, deriva do grego pachnodes, que significa “gelado”, sendo uma referência tanto ao nome da serra como às baixas temperaturas registadas à altitude a que se encontra a nova espécie.

O sapo sem ouvidos surge como mais uma espécie descoberta por Luís Ceríaco e a sua equipa, que já havia descoberto um lagarto-espinhoso, na mesma região, um mamífero insectívoro – o musaranho-fingui, na Ilha do Príncipe e a lagartixa-adamastor, também na mesma região.

Luís Ceríaco é licenciado em Biologia (2008), Mestre em Biologia da Conservação (2010) e doutorado em História e Filosofia da Ciência (2014) pela Universidade de Évora.

Atualmente, desenvolve o seu projeto de pós-doutoramento na California Academy of Sciences (San Francisco, EUA), em colaboração com o Museu Nacional de História Natural e da Ciência, em simultâneo com projetos de investigação na área da herpetologia Africana, com especial enfoque no estudo taxonómico, nomenclatural e filogeográfico  da herpetofauna Angolana e de São Tomé e Príncipe, bem como de aspetos ligados à sua conservação. 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30