Castro Verde

Jovem de 16 anos fez-se passar por rapariga para abusar sexualmente de colega

imagem de arquivo imagem de arquivo
Publicado em Regional 17 setembro, 2019

Um jovem de 21 anos foi condenado a quatro anos de prisão, com pena suspensa, por se ter feito passar por uma amiga comum para abusar sexualmente de um colega da mesma idade em Castro Verde, no distrito de Beja.

O caso remonta a 2014, tinha o arguido apenas 16 anos quando se fez passar por uma amiga comum para, ao longo de vários meses, abusar sexualmente da vítima. O arguido dizia-lhe que tinha fetiches, um deles a vítima tinha que por uns "óculos de piscina, pintados de preto, e usar algemas", dessa forma a vítima foi repetidas vezes abusado pelo suspeito, acreditando que estava a praticar "jogos sexuais" com a amiga.

A farsa terminou quando o suspeito enviou uma mensagem à vítima para este entrar no Skype porque a amiga estava lá, mas nessa altura a jovem estava ao lado da vítima, contou ao CM a amiga.

Os pais da jovem tiveram conhecimento da situação e aconselharam a filha e a vítima contar tudo às autoridades.

A leitura do acórdão decorreu esta segunda-feira, 16 de setembro, no Tribunal de Beja, onde foi determinado que o arguido, para além da condenação a quatro anos de prisão, terá que pagar à vítima uma indeminização de 7.500 euros mais 100 euros mensais, ao longo de quatro anos.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31