Evora

Lar em Évora com turnos de 15 dias nos quais funcionárias não podem sair durante esse período

Regional 01 Abr. 2020

O Lar de Terceira Idade de São Leonardo em Évora decidiu apertar as medidas de contingência no combate à pandemia COVID-19, avança a SIC.

No início de março já tinham sido proibidas as visitas e no sábado, dia 28, iniciou uma nova medida, na qual as funcionárias ficarão durante 15 dias confinadas no seu interior, saindo apenas no dia 11 de abril para troca de equipas.

Para este lar que conta com 52 utentes, foram compostas duas equipas cada uma com 13 funcionárias.

Em declarações à SIC Carlota Leal da Costa, gerente do lar, explica que a “equipa vai ficar até ao dia 11 de abril confinada, sem saídas e sem entradas e a outra metade virá dia 11 e fica até ao dia 25 de abril”.

Para dar início a este processo foram feitos contactos com as entidades responsáveis, como a Segurança Social e a Saúde 24, para que as funcionárias pudessem fazer o teste à COVID-19 de forma a terem a certeza de que poderiam estar em contacto com os idosos.

A gerente do lar explica ainda que haverá duas pessoas que terão de ficar “pelo menos o mês inteiro” referindo-se a si mesma, pois é a única enfermeira no momento a trabalhar no lar e o técnico de manutenção.

Esta não foi uma decisão fácil de tomar, mas a necessária para que a epidemia não chegue aos utentes, que fazem parte do grupo de risco, assim como às funcionárias.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Junho 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30