07 Dez. 2021
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Evora

Levar água do Alqueva até Évora era uma reivindicação do Município e o Governo considerou agora ser uma necessidade e decidiu avançar (c/som)

Regional 23 Set. 2019

O Governo aprovou recentemente o financiamento para o circuito hidráulico de Évora, e o respetivo bloco de rega, a que corresponde um apoio público superior a 13,6 milhões de euros, que beneficiará uma área total de 3 mil hectares.

Em declarações à RC, Carlos Pinto de Sá, presidente da Câmara Municipal de Évora afirma que levar água do Alqueva até Évora é uma reivindicação antiga do Município, e “que agora o Governo constatou que essa possibilidade era real e decidiu avançar com ela”.

“As novas tecnologias usadas nas redes de rega permitem com menos água chegar mais longe e regar uma área maior”, sendo que estudos levados a cabo anteriormente apontavam esta possibilidade que beneficiaria “um conjunto significativo de hectares” do concelho de Évora.

“Precisamos agora de garantir que os agricultores têm acesso à terra e à água, para que as suas culturas se desenvolvam”
Carlos Pinto de Sá

O autarca aponta a notícia do investimento como “naturalmente positiva”, na medida em que irá não só aumentar como melhorar o regadio do concelho.

Sobre o papel do Município no processo, aponta que as suas competências são “sobretudo de apoio e acompanhamento”, ouvindo e transmitindo “a quem de direito, as preocupações” manifestadas pelos agricultores.

As restantes competências pertencem à “EDIA, associações de agricultores e aos próprios agricultores”, conclui.

Este é o primeiro projeto aprovado no âmbito da segunda fase do Programa Nacional de Regadios, financiada pelo Estado através dos empréstimos negociados com o Banco Europeu de Investimento (BEI) e com o Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa (CEB).

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31