27 Fev. 2020
 

Alentejo Litoral

Médicos do Litoral Alentejano em greve por falta de médicos e degradação das instalações

Médicos do Litoral Alentejano em greve por falta de médicos e degradação das instalações Jornal Médico
Regional 01 Jul. 2019

Para o próximo dia 3 de julho, a Federação Nacional dos Médicos convocou uma Greve contra a degradação do Serviço Nacional de Saúde e pela melhoria das condições de trabalho.

Através de nota que chegou a esta redação, a Coordenadora das Comissões de Utentes do Litoral Alentejano informa  que, na Região do Litoral Alentejano, a Greve tem os seguintes fundamentos:

- Há cerca de 10.000 Utentes sem Médico nos Cuidados de Saúde Primários;

- Há localidades em que o Médico só se desloca 1 vez por mês;

- Há instalações muito degradas, como por exemplo, o Centro de Saúde de Santiago do Cacém, a Extensão de Saúde em Melides (Grândola), Extensão de Saúde em Palma (Alcácer do Sal) e as Extensões de Saúde de Saboia e Vila Nova de Milfontes;

- O novo Serviço de Urgência do Hospital do Litoral Alentejano era para entrar em funcionamento em Dezembro de 2018;

- O Serviço de Urgência Pediátrica do H.L.A. funciona sem Médicos Pediatras, e apenas com Médicos Indiferenciados;

- No H.L.A. há um Médico Cardiologista para 100.000 Utentes;

- No H.L.A. há um Médico Neurologista para 100.000 Utentes;

- A Consulta de Otorrinolaringologista tem um tempo de espera de mais de 770 dias (mais de 2 anos);

 

Os Utentes exigem ao Ministério da Saúde e ao Governo, o seguinte:

- Atribuição de Médico de Família a todos os Utentes;

- A diminuição do número de Utentes por cada Médico de Família de 1900 para 1500 Utentes;

- Reparação/Construção URGENTE das Unidades de Saúde acima referidas; 

- Abertura URGENTE da nova Urgência do H.L.A. e com todos os Profissionais de Saúde suficientes para o seu bom funcionamento;

- Colocação de Médicos Pediatras na Urgência do H.L.A.;

- Contratação de Médicos, Enfermeiros, Assistentes Técnicos, Assistentes Operacionais, Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica, entre outros;

- Fim das Parcerias Público Privadas, das Entidades Público Empresariais e passagem ao Sector Público Administrativo;

- Abolição de todas as Taxas Moderadoras.

As Comissões de Utentes do Litoral Alentejano estão totalmente solidárias com os Médicos em Greve e apelam à participação de todos os Médicos a aderirem à Greve. As Comissões de Utentes informam ainda que os Utentes devem compreender os efeitos da Greve, pois a mesma é pela contratação de mais Médicos e pela melhoria das condições dos diversos serviços.

A Coordenadora das Comissões de Utentes apela ainda para que os Médicos e os Utentes compareçam na Concentração esta quart-feira, dia 3 de Julho, às 15:00, em frente do Ministério da Saúde.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Fevereiro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29