Alentejo

Megaoperação da PJ na Comporta faz detenção de funcionários do SEF e da Segurança Social

Regional 15 Out. 2019

A Polícia Judiciária deteve uma inspetora do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), pelo menos dois elementos da Segurança Social e três advogados, durante a manhã desta terça feira (15 outubro), no seguimento de uma mega operação no âmbito de um esquema de corrupção que envolve a falsificação de documentos com vista a legalização de imigrantes.

Segundo as informações avançadas até ao momento, os trabalhadores eram transportados para a Herdade da Comporta, terrenos da família Espírito Santo. Os trabalhadores eram na sua maioria Africanos e Nepaleses.

A PJ tem esta situação sinalizada há mais de um ano, tendo desde então encetado buscas e ações de fiscalização em parceria com o SEF.

Os suspeitos apresentam idades entre os 24 e os 68 anos, e irão ser presentes a tribunal amanhã (quarta feira 16 de outubro).

Muitos dos trabalhadores viviam em barracões improvisados e trabalhavam em condições desumanas.

Avança o CM, que para além dos já referidos detidos, foram ainda emitidos mais 20 mandatos de detenção, para funcionários públicos, elementos do SEF, Finanças e Segurança Social.

Para além dos casos de exploração laboral, existem também alguns casos de exploração sexual.

Todos os cidadãos detetados sob condição de falsos contratos de trabalho deverão regressar ao seu país de origem.

Alegadamente os funcionários detidos recebiam pagamento de comissões, a troco da falsificação de documentos e consequente legalização dos trabalhadores.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30