Vila Vicosa

Menção Honrosa para o calipolense José A. Parraça pelo Comité Olímpico de Portugal

Regional 22 Set. 2020

Já são conhecidos os vencedores da 5ª edição dos Prémios Ciências do Desporto, atribuídos pelo Comité Olímpico de Portugal (COP) e pela Fundação Millennium BCP, com a parceria da revista VISÃO. Este ano as categorias premiadas são “Treino Desportivo”, “Psicologia e Pedagogia do Desporto” e “Medicina do Desporto”.

Segundo a VISÃO “os Prémios Ciências do Desporto constituem um incentivo à investigação científica em torno das melhorias da atividade desportiva, e dá oportunidade aos participantes de apresentar projetos de resolução das problemáticas existentes na área do desporto”.

Na categoria de “Medicina do Desporto”, o projeto sobre “A potencialidade do treino por neurofeedback no aumento da variabilidade cardíaca”, da autoria de Christophe Domingos, André Antunes, Pedro Prazeres, Inês Esteves e Agostinho Rosa, foi o grande vencedor. A primeira menção honrosa foi atribuída à investigação sobre a “Aplicabilidade e segurança de um programa de walking football para indivíduos com diabetes tipo 2″, de Romeu Mendes, Ana Barbosa, Elisabete Ramos, João Firmino-Machado, Maria João Sá, César André Coelho, Júlio Costa, Pedro Figueiredo, André Seabra e João Brito. Já o trabalho sobre “Reabilitação cardíaca: o impacto do treino intervalado de alta Intensidade Vs treino contínuo moderado na fase III”, de Catarina Gonçalves, Armando Raimundo, Jorge Bravo e José Parraça, recebeu a segunda menção honrosa na categoria de “Medicina do Desporto”.

Na categoria de “Treino Desportivo”, o projeto vencedor foi o de “Desenvolvimento de uma unidade de medida inercial de baixo custo para controlo e avaliação do treino de nadadores”, da autoria de Eduardo Félix, Pedro Morouço, Paulo Correia e Hugo Silva. Foram, ainda, atribuídas duas menções honrosas: a primeira ao projeto de “Efeitos do treino contínuo e intervalado na cinética do consumo de oxigénio e da desoxigenação muscular”, da autoria de Dália Curto, Cristina Monteiro, Francisco Alves e Joana Reis, e a segunda ao trabalho sobre a “Prescrição e controlo de treino de natação pura desportiva na zona de intensidade limiar anaeróbio”, de Rita Varandas, Hugo Sarmento e Luís Rama.

Já na categoria de “Psicologia e Pedagogia do Desporto”, o projeto premiado foi “Desporto, a centelha do pensamento e comportamento criativo”, de Sara Santos, Diogo Coutinho, Nuno Leite e Jaime Sampaio. A primeira menção honrosa nesta categoria foi atribuída ao trabalho sobre o “Impacto das pedagogias críticas na formação de treinadores com mente de qualidade”, de Isabel Mesquita e Cláudio Farias,. Já a segunda menção honrosa foi atribuída ao projeto “Diz-me o que fizeste e dir-te-ei o que farás: análise longitudinal da prática de exercício físico em ginásios e health clubs”, da autoria de Filipe Fernandes Rodrigues, Diogo Santos Teixeira, Henrique Pereira Neiva, Luís Cid e Diogo Monteiro.

O principal objetivo do Comité Olímpico de Portugal com a atribuição dos Prémios Ciências do Desporto é “consolidar o crescimento ocorrido nos últimos dez anos, em Portugal, na investigação em Ciências do Desporto”, como refere José Manuel Constantino, Presidente do COP.

Ao primeiro classificado de cada área é atribuído um valor monetário de 5 mil euros, e cada uma das menções honrosas recebe mil euros, como incentivo à continuidade do trabalho de investigação.

 

(Fonte: Revista VISÃO)

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31