Beja

Ministério Público de Beja diz que "não existe matéria criminal" no caso do militar paraquedista que morreu e arquiva o caso

foto ilustrativa foto ilustrativa
Regional 15 Jan. 2020

O Ministério Público de Beja procedeu ao arquivamento do caso onde um militar paraquedista perdeu a vida na Base Aérea de Beja.

Os factos aconteceram no dia 27 de setembro, e decorriam investigações que visavam avaliar a possível existência de crime.

Segundo o despacho publicado no dia 8 de janeiro, o Ministério Público refere que “não se apuraram indícios de matéria criminal punível por lei”.

Pode ler-se no documento que “Não se apurou que, na origem do sinistro, tenha existido intervenção de terceiros – dolosa ou negligente – nomeadamente na preparação e acondicionamento do equipamento usado pelo militar falecido”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Fevereiro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29