Alentejo

Ministro Pedro Marques disse à RC que Alqueva, Sines e Évora foram fatores fulcrais no desenvolvimento equilibrado do Alentejo (c/som)

Publicado em Regional 18 janeiro, 2017

A Rádio Campanário ouviu o Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, sobre uma data que se assinala, os 30 anos da integração de Portugal na União Europeia.

Pedro Marques, começa por dizer que “o Alentejo, há 30 anos, enfrentava grandes desafios mas tem sabido transformar-se positivamente, e seguramente os fundos comunitários e a política pública do Estado tem sido muito importante nesse sentido”.

O Ministro do Planeamento e das Infraestruturas assinalou alguns aspetos como, “o desenvolvimento do Alqueva, do Porto de Sines, o conjunto de investimentos na recuperação de património, na valorização de partes importantes do território”, mas também, “a modernização de novas indústrias na região Alentejo, o desenvolvimento da indústria aeronáutica em Évora e no Distrito de Portalegre”. O Responsável Político acresceu ainda que “este conjunto de elementos fulcrais num desenvolvimento mais equilibrado do Alentejo, tem acontecido nas últimas décadas, neste sentido a integração europeia tem sido francamente positiva para a coesão no nosso território e para o nosso Alentejo”.

Pedro Marques termina a sua análise afirmando que “Portugal tem sido um país fortemente europeísta, um país que tem defendido o reforço da coesão no espaço europeu”, salientando que “tem sido um processo positivo para Portugal mas também para a Europa”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Junho 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30