22 abril, 2019
 

Portalegre

MP abre inquérito sobre alegadas agressões a formandos da GNR em Portalegre

Publicado em Regional 03 dezembro, 2018

Após as notícias e imagens divulgadas recentemente, o Ministério Público abriu um inquérito de natureza criminal para investigar o alegado espancamento de dez formandos da GNR em treinos num curso em Portalegre. Através de uma resposta enviada à agência Lusa, a Procuradoria-Geral da República (PGR) refere que "o Ministério Público determinou a instauração de inquérito relacionado com a matéria".

Em causa estão as notícias que dão conta de que em Portalegre, cerca de dez formandos do 40.º curso do Centro de Formação da GNR terão sofrido lesões graves e traumatismos, durante o módulo "curso de bastão extensível", que terão obrigado, em alguns casos, ao seu internamento hospitalar e a intervenções cirúrgicas.

Já este domingo, dia 2 de dezembro, o Ministério da Administração Interna (MAI) ordenou à Inspeção Geral da Administração Interna a abertura de um inquérito sobre o alegado espancamento. Segundo o MAI, este inquérito visa o "apuramento dos factos e determinação de responsabilidade" sobre o caso, que a confirmarem-se "não são toleráveis numa força de segurança num Estado de Direito democrático".

Por seu turno, o Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, terá também pedido esclarecimentos ao Comando-geral da GNR sobre os factos.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Abril 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30