Moura

Negociações continuam para aquisição da Moura Fábrica Solar por investidores ingleses, diz presidente do Município (c/som)

Publicado em Regional 10 abril, 2019

A Moura Fábrica Solar, fábrica de painéis solares, encerrou no início de 2019, atirando mais de uma centena de trabalhadores para o desemprego, encontrando-se interessada na sua aquisição uma empresa inglesa de produção de componentes na área da energia.

“O que queremos realmente é que esse entusiasmo se transforme em realidade”, diz à RC, Álvaro Azedo, presidente da Câmara Municipal de Moura.

Já teve lugar “uma reunião de trabalho em Moura com os investidores”, estando agendada uma nova para breve, avança.

“Estamos certos de que vamos conseguir entre todos colocar aquela empresa a operar e a ser o projeto de vida daquelas pessoas”
Álvaro Azedo

A Moura Fábrica Solar surgia como “o empregador privado mais importante” do concelho, sendo que, questionado sobre a manutenção dos postos de trabalho, o autarca aponta que o município e a Accion (empresa espanhola que detinha a fábrica) já entregaram “toda a informação que o investidor necessitava”, seguindo-se um trabalho de perceção do “investimento que vai ser feito, e que número de operários é que vão necessitar”.

O presidente do município afirma que “todos os feedbacks recebidos” apontam que os investidores pretendem “criar, de maneira muito vincada, um novo começo da Moura Fábrica Solar”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31