15 Nov. 2019
Augusta Serrano;
Fadistices
20:00-21:00

Alentejo

Nova Lei de Bases da Saúde “não terá impacto no Alentejo, pois não temos PPP na região”, adianta José Robalo (c/som)

Regional 18 Jun. 2019

A nova lei de bases da saúde é um dos temas que tem dominado os últimos tempos da atualidade nacional, com o tema das parcerias publico privadas a gerar alguma controvérsia entre os diferentes setores políticos nacionais.

A Rádio Campanário procurou saber junto de José Robalo, presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo qual a sua opinião sobre este tema.

José Robalo começa por referir aos nossos microfones que “este impasse será resolvido, pois tem tudo a ver com as parcerias público privadas (PPP).

O presidente da ARS do Alentejo considera que “existirá um acordo final que encerrará este processo da lei de bases da saúde”.

Questionado pela RC sobre um possível colapso caso se venha a verificar uma saída não faseada das PPP, José Robalo refere que “não sei se existirá algum tipo de colapso, nós trabalhamos com os privados em convenção”.

O presidente da ARS Alentejo explica que as PPP “tem feito um trabalho em termos de complementaridade com o ministério da saúde que se tem de manter, particularmente para áreas em que o próprio ministério não tem capacidade para resolver as situações”.

Relativamente ao caso da região Alentejo, José Robalo afirma que “não vislumbro qualquer impacto”, justificando que “nós não temos PPP, temos efetivamente a complementaridade que sempre existiu entre os privados e o ministério da saúde em determinadas áreas onde o ministério tem de recorrer para dar a resposta a que os utentes tem direito”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30