Alentejo

Número de incêndios rurais duplicou no Alentejo

Regional 10 Out. 2018

Segundo o relatório provisório de incêndios rurais do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), o número de ignições duplicou no Alentejo, embora a área ardida tenha sido significativamente mais reduzido, comparativamente ao ano passado.

Os dados são referentes ao período de 1 de janeiro a 15 de setembro, e nele o distrito de Beja foi o mais afetado. Registaram-se 188 incêndios, dos quais foram totalizados 1399 hectares de área ardida.

Segue-se o distrito de Portalegre, que viu este indicador diminuir significativamente, muito à custa dos grandes incêndios registados em 2017 e que afetaram este distrito. No distrito portalegrense registaram-se 184 ignições, totalizando 834 hectares de área ardida no intervalo em estudo. Comparando com o mesmo período de 2017, neste distrito haviam sido registados 120 incêndios, dos quais arderam 10.811 hectares.

Quer em 2017, quer em 2018, o distrito de Évora tem sido o menos fustigado pelas chamas. No entanto em 2018, aumentou significativamente o número de ignições, pois haviam sido registados 29 incêndios no ano anterior, enquanto no corrente ano já foram registados 152. Contudo, a área ardida reduziu, tendo passado dos 437 hectares contabilizados em 2017, para os 279 hectares registados até agora neste distrito.

No total, em 2017 haviam sido registados 218 ignições das quais resultou numa área ardida de 12.277 hectares, enquanto, até 15 de setembro do corrente ano, foram registados 524 incêndios, em que arderam 2.512 hectares.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31