Nuno Mocinha recusa cargo de deputado na Assembleia da República em prol do concelho e dos elvenses (c/som)

Regional 02 Out. 2014

Na sequência do pedido de renúncia do deputado Pedro Marques ao cargo na Assembleia da República, para o qual tinha sido eleito, através do círculo distrital de Portalegre do Partido Socialista, em junho de 2011, Nuno Mocinha, presidente da Câmara Municipal de Elvas, convocou uma conferência de imprensa ao final da manhã desta quinta-feira para anunciar que não deixará o cargo de presidente de câmara, abdicando do cargo de deputado do Partido Socialista na Assembleia da República.

Nuno Mocinha atual número dois da Distrital de Portalegre do PS seria o natural sucessor, no entanto, o autarca garantiu que “apesar de em breve ir ser contatado pela Assembleia da República” se tomará posse como deputado, “para que não sobre qualquer espaço para a especulação sobre este tema, desde há um ano por diversas vezes tive a oportunidade de dizer que o meu compromisso com o concelho de Elvas é a minha prioridade e o mandato em que fui investido é para levar até ao fim”.

“A Câmara Municipal de Elvas tem condições de governabilidade para concretizar o seu plano de atividades plurianual”, esclarece.

Nuno Mocinha diz que “por dever de consciência por respeito do compromisso tomado junto dos elvenses e porque considero nesta fase da minha vida ser mais útil a trabalhar em prol do concelho de Elvas do que ir ocupar um lugar de deputado no parlamento”.

A finalizar a conferência de imprensa, esclarece que não está “no cargo de passagem”, indo mais longe, “até ao segundo semestre de 2017 a minha prioridade é desempenhar o melhor que souber as minhas funções de presidente da Câmara Municipal de Elvas”.

{play}http://radiocampanario.com/sons/Nuno%20Mocinha%20conf%20Imprensa2out14.MP3{/play}

Em declarações exclusivas à Rádio Campanário, Nuno Mocinha reforça que o seu compromisso com os elvenses “é levar o mandato até ao fim”.

Relativamente ao deputado demissionário, o autarca diz que “é uma decisão que todos nós temos que respeitar”.

{play}http://radiocampanario.com/sons/Nuno%20Mocinha%20decl2out14.MP3{/play}

Recorde-se que Pedro Marques encabeçava a lista do PS no círculo de Portalegre, seguido de Nuno Mocinha, Cecília Oliveira, diretora do Centro de Ciência do Café em Campo Maior e Sandra Cardoso, técnica do Centro de Formação Profissional de Portalegre. 

Sandra Cardoso que já substituiu Pedro Marques é a mais forte possibilidade para o cargo de deputada na Assembleia da República.

Pedro Marques vai agora prestar serviços de consultadoria no privado.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30