Imprimir esta página

Alentejo

”O Alentejo é 1/3 de Portugal, é um território preservado e temos de o valorizar como um todo”, diz José Calixto (c/som)

Regional 04 Jun. 2019

José Calixto, presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz e presidente da Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo (ADRAL), tem desenvolvido inúmeros esforços na promoção, divulgação e captação de investimento para a região Alentejo. Foi neste sentido que a Rádio Campanário procurou saber junto do mesmo quais os resultados das diferentes “missões” que tem desenvolvido no exterior.

O autarca começa por referir aos nossos microfones que “a projeção é feita de forma estruturada e estratégica”, apontando “os 10 valores que temos (Astro-turismo, Biodiversidade, Olaria e Cerâmica, Mantas, Cante Alentejano, Alqueva, Monsaraz, Megalitismo, Vinhos e Gastronomia) são projetados de forma integrada”. José Calixto acrescenta que esta projeção tem como objetivo “mostrar como alguém que tem um conjunto de valores e infraestruturas, as promove, fazendo com que as pessoas venham até nós”.

“Temos de ter a cartilha daquilo que é importante e projetarmos isso no mundo”
José Calixto 

Em termos de resultados práticos, José Calixto refere que “tem sido bastantes”, exemplificando com “as ações em sentido inverso que têm acontecido”. José Calixto adianta ainda que “temos de aproveitar todas as oportunidades para nos valorizarmos, não estando em causa Reguengos de Monsaraz, mas sim uma região na qual acreditamos no seu todo”.

” O Alentejo é 1/3 de Portugal, é um território preservado”
José Calixto

O autarca refere ainda que “foram conseguidas a abertura de muitas portas”, diferenciando em seguida que “na minha atividade como autarca prende-se mais com o concelho”, como presidente da ADRAL “é uma defesa do Alentejo como 1/3 de Portugal”.

José Calixto refere ainda que esta projeção e promoção “permite chegar a Bruxelas e apresentar projetos de captação de recursos que não são diretos”.