31 Jan. 2023
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Redondo

“O Encontro Literário tem tudo para crescer e dignificar o nosso trabalho no Alentejo e no Redondo”, diz presidente da Câmara Municipal de Redondo (c/som)

Regional Escrito por  15 maio 2022

Á margem da sessão de encerramento da segunda cimeira das “Regiões Europeias para Comunidades Inteligentes”, que ocorreu esta sexta feira em Évora, a  Rádio Campanário falou com David Galego, presidente da Câmara Municipal de Redondo acerca do Encontro literário que termina este domingo em Redondo.

O presidente começou por referir que “as palavras têm sido disseminadas pelo vento, não só pelo Alentejo, mas também pela mensagem que os autores, escritores, guionistas, historiadores e professores que nos têm visitado, têm conseguido levar para os locais de onde são provenientes”.

 David Galego, em género de balanço, destacou “estou muito orgulhoso do evento e da forma como ele está a decorrer, com uma participação bastante forte da população, com uma visibilidade interessante e que já está a marcar um pouco aquilo que nós pretendíamos, que era fazer um primeiro ponto de viragem naquilo que era a tradicional Feira do Livro.”

Uma das alterações feita à tradicional Feira do Livro de Redondo foi a sua localização, dando assim vida a vários espaços culturais da vila. “Entendemos recolocá-la no espaço agradável, o nosso Jardim Municipal e dar-lhe vida”. O objetivo foi “conjugar os livros com a interação, com as nossas crianças, com o nosso Centro Lúdico, com outras formas digitais daquilo que estamos aqui a falar, de fazer a divulgação da cultura, do conhecimento, trabalhar com a biblioteca da escola, trabalhar com muitos outros players, que nos dão a capacidade de organizar um evento muito digno e com muita capacidade de envolver a população.”

O encontro literário teve vários pontos de interesse “com uma disseminação por vários locais da vila de Redondo, que vai da Enoteca, ao museu das ruas floridas, às nossas bibliotecas,” entre outros.

O presidente destacou ainda que “temos tido uma participação interessantíssima, não só das nossas bibliotecas, mas também da Aredondarte que associou também os seus eventos.” Acrescentou ainda que “acho que está aqui um trabalho que tem tudo para crescer no futuro e para dignificar o nosso trabalho no Alentejo e no Redondo”

Questionado sobre se sente que a população se aproximava mais das atividades mais lúdicas do que da parte literária, David Galero referiu que “há um caminho ainda a percorrer e claramente que existe. Por isso mesmo, trabalhamos com os nossos jovens todos os dias para envolver os mais pequenos neste espírito da cultura do livro e da cultura do conhecimento literário.”

O facto de “não estar tão próximo da leitura é olhar para a cultura de outra forma, e gostar de outras artes naquilo que é a cultura. Felizmente Redondo tem essa diversidade. Temos qualidade de quem promove os eventos das ruas floridas com a sua arte, com o trabalho que é feito pelos oleiros, com uma incrível panóplia de eventos musicais, que nós também vamos depois introduzindo novos temas”, neste encontro literário.

No que diz respeito aos jovens, David Galego referiu que “acho que a formação da personalidade e do conhecimento ele vai-se formando todos os dias. Quanto mais jovens poderem estar a abraçar estes projetos e estarem a interagir com estes projetos, seguramente melhores serão esses homens no futuro.”

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2023 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31