regional

O madeiro de Natal um dos registos etnográficos legítimos do Alentejo

Regional 24 Nov. 2019

 As melhores noites de madeiro são as do  Alentejo,  dura 3, 4, 5 dias, sempre em combustão baixa mas permanente, e a sua roda é ponto de encontro para copos, petiscos e conversas, nas 24 hora do dia e da noite.

É o melhor sítio para se conhecerem os autóctones e por tabelinha a terra onde se está, de alma aquecida pela quadra e pelo madeiro que marca a noite e atrai convivas, como uma estrela de Belém numa escala doméstica.

É uma manifestação com características comunitárias, em que se transporta para o exterior o hábito privado de reunião à volta da lareira, consolidando a coesão do grupo local. Consiste numa grande fogueira que é feita no adro da igreja, ou noutro pólo de organização social e espacial semelhante, onde a população se reúne depois da Missa do Galo.

A fogueira chega a atingir a altura da igreja, ardendo toda a noite até que se apague, os restos serão guardados para consumo ao longo do inverno . 
A queima é antecedida pelo ritual da apanha da madeira e do seu transporte até à localidade, realizando-se de forma diferente consoante a região. Nalguns locais, os madeiros, ou cepos, para a fogueira comum são logo postos de parte quando se recolhe a madeira no início do inverno . Noutros, reúne-se um grupo de pessoas que fará a recolha, o que pode acontecer no di uma manifestação com características comunitárias, em que se transporta para o exterior o hábito privado de reunião à volta da lareira, consolidando a coesão do grupo local. Consiste numa grande fogueira que é feita no adro da igreja, ou noutro pólo de organização social e espacial semelhante, onde a população se reúne depois da Missa do Galo. A fogueira chega a atingir a altura da igreja, ardendo toda a noite até que se apague. Os restos serão guardados para consumo ao longo do inverno . 

A queima é antecedida pelo ritual da apanha da madeira e do seu transporte até à localidade, realizando-se de forma diferente consoante a região. Nalguns locais, os madeiros, ou cepos, para a fogueira comum são logo postos de parte quando se recolhe a madeira no início do inverno . Noutros, reúne-se um grupo de pessoas que fará a recolha, o que pode acontecer no dia 8 de dezembro (Dia da Imaculada Conceição), uns dias antes do Natal ou mesmo na véspera, com a certeza de que tudo estará pronto à noite. A madeira pode ainda ser oferecida ou roubada, o que não altera o desenrolar das tarefas mas modifica a chegada à localidade. Se for oferecida, haverá uma festa com pompa e circunstância, onde o doador distribui vinho. Se for roubada é deixada no local de madrugada, prevendo os protestos do proprietário.

O corte e transporte da madeira faz-se na véspera do dia de Natal ou no domingo anterior. Na aldeia, a população espera a chegada do grupo, anunciada pelo sino da igreja, transformando esta etapa num momento de alegria, muitas vezes acompanhado por música e cantares. À meia-noite, a Missa do Galo e o Acender da Fogueira iniciam-se ao mesmo tempo., uns dias antes do Natal ou mesmo na véspera, com a certeza de que tudo estará pronto à noite. A madeira pode ainda ser oferecida ou roubada, o que não altera o desenrolar das tarefas mas modifica a chegada à localidade. Se for oferecida, haverá uma festa.

O corte e transporte da madeira faz-se na véspera do dia de Natal ou no domingo anterior. Na aldeia, a população espera a chegada do grupo, anunciada pelo sino da igreja, transformando esta etapa num momento de alegria, muitas vezes acompanhado por música e cantares. À meia-noite, a Missa do Galo e o Acender da Fogueira iniciam-se ao mesmo tempo.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30