Evora

O melhor fotógrafo de natureza-morta do mundo é alentejano

Publicado em Regional 20 abril, 2018

O eborense Edgar Martins é o melhor fotógrafo do mundo na categoria “Natureza-Morta”, segundo os prémios Sony World Photography Awards, sendo o primeiro português a vencer esta competição.

Tendo vencido na categoria Natureza Morta com a série «Silóquios e Solilóquios sobre a Morte, a Vida e outros Interlúdios», foi o único fotógrafo nomeado para três categorias, (Descoberta, Natureza-Morta e Arquitetura), nesta edição onde foram atribuídos mais de uma dezena de prémios.

A série que lhe conferiu a vitória, resulta de um projeto desenvolvido ao longo de três anos no Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses (INMLCF) - Lisboa, em que o fotógrafo eborense trabalhou o seu espólio que contêm desde armas utilizadas em crimes, a cartas suicidas, negativos fotográficos e máscaras fúnebres.

De acordo com a organização, a 11.ª edição teve a participação recorde de 320 mil inscrições de fotógrafos de mais de 200 países e territórios.

Nascido em Évora em 1977, o fotógrafo viveu em Macau até 1996, e mudou-se para o Reino Unido, onde se formou na London College of Printing & Distributive Trades e na Royal College of Art (London), sendo considerado um dos expoentes da fotografia contemporânea.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Maio 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31