Alqueva

Obras de expansão do regadio de Alqueva “deverão começar ainda este ano”, avança presidente da EDIA (c/som)

Regional 05 Abr. 2018

O Governo, através do Plano Nacional de Regadios, vai proceder a um investimento na ordem dos 230 milhões de euros, para a expansão do perímetro de rega do Alqueva, em mais 50 mil hectares.

À RC, José Pedro Salema, presidente do conselho de Administração da EDIA (empresa gestora de Alqueva), afirma que “as obras, provavelmente, deverão começar ainda este ano”.

Contudo, apenas “na campanha de 2022 estarão mais 50 mil hectares para além dos 120 mil hectares que estão hoje disponíveis”.

Não se prevendo a conclusão de nenhuma obra este ano, já existem “concursos públicos a decorrer”, sendo que as primeiras áreas, “na melhor das hipóteses”, estarão concluídas na campanha de rega de 2019.

Questionado quando os trabalhos arrancarão no terreno, afirma que as ligações mais avançadas são as de Cuba-Odivelas, para cerca de 3 mil hectares, e “a ligação a Sines pode também arrancar ainda este verão, o concurso está a decorrer e está bem avançado”, e resultará num reforço de 750 hectares às barragens de Morgavel e de Fonte Serne.

Após decisão dos trâmites legais e realização de todos os procedimentos, nomeadamente lançamento de “concurso público internacional”, apresentação do processo ao Tribunal de Contas e instalação das obras no terreno, decorre um período superior a um ano.

“Temos pela frente alguns anos de trabalho e construção até ver Alqueva 2.0 completamente operacional”, declara o dirigente.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30