Imprimir esta página

Sines

Os últimos dias da Central de Sines em exposição (c/fotos)

Regional 25 Jul. 2021

As memórias da maior central termoelétrica do País estão no centro da exposição de fotografia “Histórias de um passado recente – Central Termoeléctrica de Sines”, patente na Capela da Misericórdia de 23 de julho a 23 de outubro de 2021.

Ao longo de dezenas de imagens registadas pelo fotógrafo Paulo Coelho nos últimos meses de operação da central da EDP, é possível descobrir ou revisitar o espaço industrial onde trabalhadores, máquinas e carvão produziram energia durante mais de 35 anos, conforme divulgado pelo município de Sines.

Organizada pela EDP Produção com o apoio da Câmara de Sines, a exposição é uma homenagem a todos os que fizeram parte da vida desta central e à comunidade onde se estabeleceu ainda na década de 1980.

Desde as caldeiras gigantes ao labirinto de tubos e aparelhos de controlo, passando pelas montanhas de carvão e as imponentes chaminés, com 225 metros de altura, que ainda marcam a paisagem de Sines, são muitas as imagens e referências que se podem ver nesta exposição – em todas elas, as pessoas são figuras centrais e a principal motivação para recordar o seu trabalho e contributo.

Inaugurada em 1985, a Central Termoelétrica de Sines foi o maior centro produtor de energia no país: produziu 294 TWh de energia ao longo da sua vida, chegando a abastecer um terço da população. Encerrou em definitivo no passado dia 15 de janeiro.

A exposição tem curadoria de Hugo Dinis e pode ser visitada de terça-feira a domingo, nos períodos 10h00-13h00 e 14h30-18h00. O acesso é gratuito, condicionado a regras de proteção Covid (uso obrigatório de máscara e desinfeção de mãos).

De assinalar que a Capela da Misericórdia de Sines reabriu ao público com esta exposição de fotografia, após obras de restauro promovidas pela Santa Casa da Misericórdia de Sines e financiada por fundos comunitários, com o apoio da Câmara Municipal de Sines.

Fonte: CM Sines