Imprimir esta página

Grandola

Parque Logístico de Grândola terá ligação ao Porto de Sines e ao Corredor Internacional Sul

Regional 29 Jun. 2021

O Parque Logístico de Grândola começará a ser edificado em 2023 – ficará situado a 8 km de Grândola, junto ao IC1 e à linha ferroviária do Sul. Tal como a Qantara Capital adiantou, o complexo estará conectado ao Porto de Sines e à nova ligação ferroviária do Corredor Internacional Sul para Espanha e para a Europa. Ocupará uma área de 130 hectares, com 630.000 m2 de área de construção e 300.000 m2 de infra-estruturas adjacentes.

Em nota enviada à nossa redação, a Associação Portos de Portugal dá conta que esta localização estratégica permitirá ao Parque Logístico de Grândola fundir-se assim com a cadeia global de abastecimento e a rede industrial de Portugal.

O projecto contará com 24 lotes industriais com cerca de 25.000 m2 cada, com escala e modularidade para servir uma ampla gama de empresas (linhas de montagem, operadores de e-commerce, armazéns e empresas de transportes, etc), um ramal e um terminal ferroviário de carga privado, com conexões para o sul e para o norte do país, e uma extensa plataforma para armazenamento de contentores e vagões ferroviários.

O Parque Logístico de Grândola disponibilizará ainda um espaço de 15.000 m2, incluindo hotel, restaurantes, lojas, escritórios e estacionamento com carregamentos eléctricos e posto de combustível. 75.000 m2 serão dedicados a um viveiro de plantas e a um centro de jardinagem, e os restantes 240.000 m2 serão preservados com paisagem natural de carvalhos e pinheiros, detalhou ainda a entidade promotora Qantara Capital. O planeamento ficou a cargo da empresa portuguesa CISED Consultores, em parceria com investigadores do Instituto Superior Técnico.

Câmara Municipal de Grândola já se pronunciou e saúda o arranque de dois projectos estruturantes para Grândola e para toda a região do Alentejo Litoral. «Entre as prioridades da autarquia de Grândola estão o desenvolvimento económico do concelho, o crescimento da região e o consequente aumento da qualidade de vida da nossa população. E nesse sentido, Grândola tem desenvolvido uma importante acção de atracção de investimento para a região. É nesta perspectiva que se enquadram estes dois investimentos importantes, que vão permitir, por um lado criar emprego e riqueza no nosso concelho e por outro lado atrair visitantes e aumentar o turismo», salientou António Figueira Mendes, Presidente da Câmara Municipal de Grândola.