Peritos aconselham encerramento de três urgências hospitalares no Alentejo

Publicado em Regional 19 julho, 2012

 

Um grupo de onze peritos que realizou um relatório divulgado no Ministério da Saúde instiga ao encerramento de três unidades de urgência no Alentejo: Montemor-o-Novo, Estremoz e Serpa.

O presidente da ARS Alentejo, José Robalo, desvaloriza o resultado deste relatório e remete decisões para mais tarde.

{saudioplayer}http://www.radiocampanario.com/sons/robalo.MP3{/saudioplayer}

A Rádio Campanário tentou obter uma reação por parte da direção do Centro de Saúde de Estremoz, mas até ao momento não foi possível o contacto.

O Movimento de Utentes de Saúde Pública do Distrito de Évora mostrou, em comunicado, o seu descontentamento sobre esta hipótese.

“O Governo deve ter como aspeto central o acesso dos cidadãos aos cuidados de saúde e nunca atingir direitos constitucionais (…) Exigindo ao ministro da saúde que mantenha o SUP no Hospital Espirito Santo em Évora; o SUB em Montemor-o-Novo e o SU em Estremoz (…) Não vamos permitir que roubem mais serviços de saúde ao povo alentejano”, pode ler-se no documento.

Esta Comissão para a Reavaliação da Rede Nacional de Emergência e Urgência propõe ainda, a nível nacional, a existência de 73 urgências no país, menos dez do que a situação real (83) e menos 16 do que o previsto no despacho de 2008 (89).

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Junho 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30