Portalegre

Portalegre: Apenas 15 dos 146 autos levantados por falta de limpeza dos terrenos foram efetivados, avança GNR (c/som)

Publicado em Regional 24 agosto, 2018

No âmbito das ações de fiscalização das faixas de gestão de combustível, Portalegre surgia em terceiro lugar dos distritos com mais registos, com 146 autos de contraordenação levantados.

Major Pires, oficial de Relações Públicas do Comando Territorial de Portalegre da GNR, diz em declarações à RC, que desses, “apenas 15 foram efetivados”. Tendo-se verificado o cumprimento, ou seja, “a gestão do combustível”, “131 (autos) foram anulados”.

Até à segunda quinzena de agosto, acrescenta, na área de intervenção do Comando de Portalegre, “foram detidas 3 pessoas pela prática do crime de incêndio florestal, e identificadas 6 pessoas suspeitas pela prática do mesmo crime”.

A fonte do Comando Distrital de Portalegre afirma que o valor das multas aplicadas é geralmente o mínimo, sendo de 280€ para pessoas singulares 280€ e 1600€ para pessoas coletivas.

Visando maioritariamente pessoas coletivas, a ação objetivou o cumprimento da lei, tendo resultado numa “significativa percentagem de cumprimentos”.

A percentagem de autos anulados surge como “fruto da forte campanha de sensibilização” não só da GNR como de “todas as entidades que estiveram envolvidas”.

Atualmente, decorre a operação Floresta Segura, com ações de vigilância, fiscalização e patrulhamento “no sentido de dissuadir comportamentos de risco que possam provocar ou dar início a incêndio florestais”. Desta forma, o representante da GNR de Portalegre apela à colaboração das populações, nomeadamente contactando a força militar em caso de sinais de incêndio.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Fevereiro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28