Vila Vicosa

Presidente da CCDRA diz que autarca de V.V. “devia querer dizer POSEUR e não CCDRA”, relativamente ao chumbo de candidaturas das ETAR’s (c/som)

Publicado em Regional 20 março, 2018

Foram recentemente chumbadas as candidaturas a fundos comunitários, apresentadas pelo Município de Vila Viçosa para a construção das ETAR’s (Estações de Tratamento de Águas Residuais) de Pardais e de São Romão, e requalificação da ETAR de Bencatel. Relativamente a este assunto, Manuel Condenado, presidente da Câmara Municipal de Vila Viçosa, disse à RC que “Vila Viçosa ficou esquecida pela CCDRA” (Comissão de Coordenação Regional do Alentejo), apontando “uma macrocefalia no aproveitamento de fundos comunitários”, em detrimento das zonas do interior, que sendo escassos, levam a que “qualquer situação seja aproveitada para provocar o indeferimento”.

Roberto Grilo, presidente da CCDRA afirma que tal comentário “não corresponde e não se adequa”, não sendo a entidade responsável pelo Programa Operacional desse setor.

Quando “em questões relacionadas com águas e ETAR’s”, as candidaturas são feitas ao POSEUR (Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos), e não ao PO Regional que é gerido através da CCDRA.

“Aquilo que o sr. presidente do município porventura poderia dizer” seria POSEUR “onde são feitas as candidaturas nessas áreas”.

“Pelo que, de forma simpática, acho que deve ser recomendado que seja verificada esta situação, para que não haja equívocos”, declara o dirigente, Roberto Grilo.

A CCDRA acompanha e gere candidaturas de Vila Viçosa, explica, assim como de outros municípios e agentes da região, “no âmbito da sua responsabilidade”, não contemplando águas e ETAR’s.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31